Uma queixa frequente do pintor é a dificuldade de cobrar um valor justo pelo seu serviço de pintura. Alega que sempre tem outro que cobra menos que ele e como consequência, acaba perdendo o serviço.

É fato que a lei da oferta e da procura funciona. Quanto mais profissionais para fazer um orçamento de pintura em determinada cidade, a tendência é que o preço diminua.

Mas a verdade é que são poucos os bons profissionais da área de pintura e muitas vezes o cliente não consegue o resultado desejado. Optou por um orçamento mais caro; pensando que teria um bom serviço; e se decepcionou.

A partir desta experiência negativa, o cliente passa a contratar o mais barato. “São todos iguais”. “É tudo a mesma coisa”. São essas e mais outras declarações sobre pintores que se escuta por aí.

Estes pensamentos fazem parecer que os clientes esqueceram que a pintura é um serviço de manutenção de seus imóveis. Será que eles esqueceram quanto custou seus imóveis? Quanto eles tiveram que trabalhar para terem seus apartamentos, casas ou escritórios? Aqueles que dão valor ao seu suor, buscam por um bom profissional ou aprendem para pintar só para eles mesmos.

Nas novas construções, o serviço de pintura tem também a função de mostrar o valor de toda a obra. É o acabamento da obra que mostra a sua qualidade, e o serviço de pintura é um serviço de acabamento! Hoje em dia tem empresários mais conscientes desta verdade, e estes, alegam dificuldades para encontrar bons profissionais de pintura predial.

E tudo isto faz com que o serviço do pintor não seja valorizado como deveria ser. Além disso, clientes e até alguns empresários acham que “pintar é só espalhar a tinta” e qualquer um faz. Ledo engano!

 O PINTOR PRECISA MUDAR ISTO!

como valorizar o serviço de pintura

O maior prejudicado nesta história toda é o pintor. Porque dá duro o dia todo e por mais que se esforce, é sempre mal remunerado. O valor do seu trabalho não é reconhecido.

Então pintor, quem tem obrigação de mudar todo este cenário é você.  Tenha atitudes de segurança para dar soluções, pontualidade, responsabilidade com o serviço e pró atividade. Estas, e todas as outras características que geram credibilidade a um profissional, você deve praticar.

Observo que alguns pintores entram neste clima de desvalorização e pensam “já que estou valendo pouco, vou trabalhar pouco”. E este clima envolve também suas aparências. Se apresentam para um novo cliente ou um novo emprego numa empresa de pintura com roupas borradas de tinta, chinelos e camisetas sem mangas.

Trabalham sem motivação e sem qualidade. Acertaram um preço muito baixo; que não vale a pena pra eles, mas precisam levar o pão de cada dia para casa…

 Aprenda: se você não se der valor, ninguém vai dar; principalmente aquele que vai te pagar! Como você quer ser visto pelo cliente ou empresário que vai te contratar; aquele que vai remunerar o seu serviço? Como um morto de fome ou como um profissional qualificado?

Se o pintor quer ser bem remunerado, tem que pensar, agir e se comportar como um profissional experiente e qualificado. E não só isso; tem que provar. Porque diante da imagem negativa já construída no mercado; é um desafio provar que o pintor mudou! Ou que aqueles pintores que o cliente conheceu no passado; morreram!

Infelizmente, ainda existem clientes que querem os pintores “mortos de fome”; são mais baratos! Estes ainda não têm noção do prejuízo que vão ter, agindo desta maneira.

  COMO SE DESTACAR? O QUE FAZER?

como valorizar serviço de pintura

O pintor deve; pra começar, mudar sua aparência se apresentando com roupas limpas, sapatos e camisa de manga. Separe roupas para usar só no trabalho. Para ir e voltar do trabalho, mude de roupa.

Se for chamado para um orçamento, a primeira apresentação é de extrema importância para pegar o serviço. Esta é a hora de mostrar todo o conhecimento que possui dizendo para o cliente o que ele precisa saber, para obter o resultado que deseja. Primeiro escute o cliente para depois recomendar tintas e acessórios que vai precisar para atender o seu cliente.

Leve sempre trena e calculadora para medir a área a ser pintada e calcular o preço do serviço. Informe o tempo que precisa para fazer o trabalho. Leve também um formulário de orçamento e escreva tudo que combinar com o cliente. Deixe uma cópia com ele.

Além disso, combine a data para começar o serviço e a hora de chegar e de sair. Seja uma pintura de casa ou uma pintura de parede; mostre que você não precisa de um chefe para cumprir suas obrigações. Estes procedimentos irão mostrar que você é um profissional com responsabilidade e domina muito bem o serviço que vai fazer.

Estas recomendações são apenas uma pequena parte de todas que o pintor precisa, para ter uma imagem de profissional. Na verdade, é preciso muito mais para levar o pintor a ser reconhecido como um profissional de pintura de excelência. 

Para este texto não ficar muito longo, eu vou publicar mais 2 artigos sobre este tema. E assim fornecer para o pintor uma visão mais completa do que é preciso para mudar a imagem do profissional de pintura.  Acompanhe o nosso site. Deixe um comentário se tiver alguma dúvida e se quiser acrescentar mais informações para serem discutidas. Até breve.


Rosemary Coutinho
Rosemary Coutinho

Rosemary coutinho é fundadora do site www.opintorconsultoria.com, é uma profissional formada em Química Industrial com mais de 20 anos de experiência na área de pintura, tintas e corrosão. Fez diversos cursos de aprimoramento nesta área, inclusive o de pintura industrial fornecido pela ABRACO e é também qualificada pela Petrobras como Inspetora de Pintura Industrial. Possui profundo conhecimento na área de qualidade, certificação em ISO 9000; documentação de qualidade, data-book de obras e é auditora interna da ISO 9001.

    8 replies to "PINTOR, SAIBA COMO VALORIZAR O SERVIÇO DE PINTURA"

    • Avatar Carlos Augusto Cavalcanti de Lima

      Um profissional, de qualquer área, deve atender ao seu cliente de modo 100% satisfatório, além de se apresentar com boa aparência, seu trabalho deve ser limpo, protegendo todas as peças sujeitas aos respingos e passadas de rolo e de pincéis, e usar todos os equipamentos adequados de produção, de movimento e EPI’s. No final, tudo bom profissional, deve cuidar do preço justo e do tempo correto de entregar o serviço. Transparência total na relação com o cliente.
      Eng. Civil Carlos Augusto Cavalcanti de Lima
      Natal-RN

      • Rosemary Coutinho Rosemary Coutinho

        Olá, Carlos. Concordo plenamente! Obrigado pelo comentário.

    • Avatar Antônio Osni Ribeiro

      Já adotei essa postura a um certo tempo, e confirmo que a primeira impressão é muito importante.
      Não que isso vá garantir o acordo. Mas ajuda bastante!

      • Rosemary Coutinho Rosemary Coutinho

        Olá, Antônio. Você tem toda a razão. Não é só isso. Mas vou dar mais dicas para complementar este texto. Obrigado pelo comentário.

    • Avatar Nedio pintor

      Excelente artigo, a concorrência e grande e desleal.

      • Rosemary Coutinho Rosemary Coutinho

        Olá, Nedio. O pintor tem que enfrentar a concorrência se destacando. Muito obrigado pelo comentário.

    • Avatar Wagner correia

      Muito bem,só foi verdade oq publicou,otimo

      • Rosemary Coutinho Rosemary Coutinho

        Olá, Wagner. Precisamos encarar estas verdades e mudar o jogo. O primeiro passo é reconhecer. O próximo é agir. Muito obrigado pelo comentário.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.