Laje com infiltração é o problema que mais encontro na minha vida profissional. Seja em casa, estabelecimento comercial ou de qualquer construção.

Lajes antigas e até mesmo as mais novas apresentam problemas de infiltração. E estes problemas geram consequências muito graves como depreciação do imóvel, do aspecto da laje no interior, ocorrência de mofo; podendo chegar a consequências alarmantes como desestabilizar a estrutura do imóvel.

Por isso providências urgentes devem ser tomadas e nem sempre o responsável pelo imóvel possui disponibilidade financeira imediata para tratar do problema. Diante desta situação e ciente que deve fazer algo para evitar o pior, ele busca soluções em diversas fontes como vizinhos, lojistas, amigos e parentes com o objetivo de encontrar uma solução dentro de suas possibilidades.

Vamos apresentar alguns aspectos para que você possa decidir como tratar esse problema tão trivial quanto complexo.

Complexo porque para cada caso existe um produto específico. Existe impermeabilizante para áreas verticais (paredes) e impermeabilizante para áreas horizontais (lajes, telhados, subsolos), impermeabilizante para reservatórios de água potável, cisternas, caixas d’água, piscinas e muitos outros tipos.

Neste artigo será discutido o caso específico de infiltração na laje.

Mas antes, vou me apresentar. Eu sou Carlos Gabriel, químico, formulador, consultor e treino equipes de aplicação de produtos para construção civil (impermeabilizantes, tintas e seus complementos, aditivos para concreto). Tenho mais de 20 anos de experiência na área impermeabilização. Fiz uma parceria com a Rosemary para fornecer conteúdo para os seus leitores e oferecer meus serviços de consultoria nesta área.

CONSIDERAÇÕES – COMO ESCOLHER UM PRODUTO

Quando se trata de lajes, primeiramente, nunca se pode colocar nenhum tipo de revestimento cerâmico antes de uma impermeabilização muito bem-feita. A laje, tenha a área que tiver, deve ser impermeabilizada inteira. Não se pode impermeabilizar só a parte que se pensa estar com problema, pois a água pode penetrar em um ponto e, por capilaridade, sair em outro.

A partir daí prosseguimos para a etapa de encontrar no mercado o produto correto para nossa necessidade de impermeabilização. O produto impermeabilizante mais adequado para eliminar vazamento na laje, é o de base acrílica (solúvel em água) e, normalmente, chamado de manta líquida.

O produto deve ser escolhido mediante estas características básicas:

         – Consumo por m2

         – Número de demãos

         – Intervalo entre demãos

         – Se é transitável: resiste à um trânsito leve de pessoas.

CONSUMO DO PRODUTO E NÚMERO DE DEMÃOS

O consumo é muito importante porque quanto menor for o consumo, menor será o seu gasto com o produto. Portanto você deve sempre verificar o rendimento do produto; geralmente informado na embalagem; e comparar este dado entre as diversas marcas.

Quanto menor for o número de demãos, menor será o seu gasto com mão de obra. Mas você deve considerar que quanto menor o número de demãos maior é a concentração de resina no produto e maior é o preço do mesmo.

Na realidade, o consumo, o rendimento e o número de demãos estão interligados e de modo geral, o produto mais caro tem maior rendimento, menor consumo por m² e exige menor número de demãos para produzir uma impermeabilização com garantias, porque ele tem maior teor de resina e por isso custa mais caro. No entanto, o custo por m2, se você calcular, vai ser menor; e é isso que interessa!

INTERVALO ENTRE DEMÃOS

Normalmente, o intervalo entre demãos, comparando vários produtos, é muito próximo. Mas deve ser obedecido para que a interação de uma camada sobre a outra seja perfeita, garantindo a formação de uma película mais resistente.

PRODUTO TRANSITÁVEL

O produto tendo a característica de transitável é muito importante, pois isso vai possibilitar você decidir se vai colocar algo sobre a impermeabilização ou deixá-la exposta.

COMO APLICAR:

PASSO 1

Seguindo com a impermeabilização, o primeiro passo para a execução do trabalho é uma limpeza bem criteriosa da área, onde se retire todo tipo de resíduos e partículas soltas. Isso tratando-se de lajes que vão receber a sua primeira impermeabilização. Normalmente se faz uma lavagem com uma lavadora de alta pressão e se espera secar por 24 horas.

PASSO 2

Trincas

Se existir trincas, fissuras ou juntas devem ser preenchidas com um produto chamado de mastique acrílico (esse produto preenche os espaços existentes formando uma borracha flexível e resistente).

PASSO 3

    

Agora podemos continuar com o impermeabilizante escolhido obedecendo às indicações do fabricante. Normalmente na aplicação se usa os seguintes equipamentos:

         – Rolo de lã de pelos curtos

         – Trincha

         – Pincel     

Se faz a diluição recomendada (com água) para a primeira demão, tendo o cuidado de fazer uma distribuição bem uniforme com o rolo e procurando estabelecer a meta do consumo indicado.

Costuma-se aplicar nas horas mais frias do dia e sem ameaça de chuva. O intervalo mínimo entre demãos é de 4 (quatro) horas. Os cantos e ângulos são feitos com pincel ou trincha. Se a laje tiver um tipo de parapeito ou coisa parecida, a impermeabilização deve subir pelo menos 10cm na área vertical. O intervalo mínimo entre demãos é de 4 (quatro) horas, mas o intervalo máximo é muito variável, por isso as outras demãos podem ou não ser aplicadas no mesmo dia.

OBS: Sempre que terminar uma etapa da aplicação do produto impermeabilizante, tenha o cuidado de lavar imediatamente os equipamentos com água até tirar completamente o produto, para que você possa utilizá-los novamente.

PASSO 4

 

Após o intervalo recomendado, você pode começar a aplicar a segunda demão, também seguindo uma diluição indicada (com água). Essa demão deve ser dada no sentido cruzado ao da primeira demão (primeira horizontal, segunda vertical), para que haja um preenchimento perfeito da área, também mantendo o cuidado de respeitar o consumo. É necessário dar a segunda demão nos cantos e áreas verticais (10 cm) caso haja. Se aguarda o intervalo mínimo de 4 horas para aplicar a terceira demão.

PASSO 5

A terceira demão também é preciso uma diluição (com água) e se aplica a terceira demão no sentido cruzado da segunda demão, e se repete o método da primeira e da segunda demão.

Em todas as demãos, os cantos, ângulos e áreas verticais (10cm) existentes devem ser pintadas com atenção.

AGUARDE O TEMPO DE CURA TOTAL

Hora 2

Considerando um produto impermeabilizante acrílico de boa qualidade estima-se um consumo de 1kg/m2 e indica três demãos. Ao final das três demãos, o tempo de cura da película formada é de 7 dias, contando a partir do término da aplicação da terceira demão. Depois dos 7 dias de cura, você escolhe se quer colocar uma proteção mecânica, um revestimento cerâmico ou deixar a impermeabilização exposta. Para deixar a impermeabilização exposta, o produto usado tem que ter a característica de transitável.

Essa é uma forma mais comum para se impermeabilizar uma laje e solucionar o problema de vazamento.

Para finalizar, deixo a última recomendação. Use os equipamentos de proteção individual quando estiver trabalhando com estes produtos. Para a aplicação de impermeabilizantes a base de água, você deve usar óculos de proteção, luvas e máscara. Procure vestir calças compridas, blusa de mangas compridas e um calçado adequado para evitar o contato do produto com a sua pele.

       

 

Faça parte agora da lista VIP e esteja sempre informado com mais conteúdos que entregamos inteiramente Grátis

privacy Seu email está 100% seguro.

 

 

Se você tiver alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo. Faremos o possível para resolver o seu problema.

Carlos Gabriel


Rosemary Coutinho
Rosemary Coutinho

Rosemary coutinho é fundadora do site www.opintorconsultoria.com, é uma profissional formada em Química Industrial com mais de 20 anos de experiência na área de pintura, tintas e corrosão. Fez diversos cursos de aprimoramento nesta área, inclusive o de pintura industrial fornecido pela ABRACO e é também qualificada pela Petrobras como Inspetora de Pintura Industrial. Possui profundo conhecimento na área de qualidade, certificação em ISO 9000; documentação de qualidade, data-book de obras e é auditora interna da ISO 9001.

    21 replies to "Laje com Infiltração? Resolva com 5 Passos"

    • Luciano

      Boa noite.Comprei um imóvel usado e estou tendo muitos problemas de infiltração na lage.São telhas Brasilit antigas.Estou querendo tirar tudo e deixar a lage exposta.Ja li as perguntas e respostas sobre o que fazer caso queira colocar piso.Mas gostaria de saber ,se eu poderia optar em utilizar apenas o produto impermeabilizante Imperlast,e se este produto seria realmente eficaz,pois dizem que possui garantia de 20 anos,procede o poder deste produto? Agradeço desde já,to sofrendo com esta infiltração e no momento fazer outro telhado como eu gostaria não será possível.

      • Carlos Gabriel

        Boa noite, Luciano.
        A impermeabilização da laje pode ser feita com um produto impermeabilizante e deixar exposta. Você se refere a um produto impermeabilizante que tomou conhecimento denominado Imperlast. É um produto definido como borracha natural que propõe “durabilidade” de 20 anos, e não “garantia” de 20 anos. Devido a esse produto ser relativamente novo no mercado, eu não tenho conhecimento do seu desempenho. Essa proposta você terá que descobrir, caso queira executar o trabalho com ele. Para colocar qualquer tipo de cerâmica sobre a laje, esta deverá estar muito bem impermeabilizada. Em todo caso, o que eu aconselho você fazer realmente é um contrapiso com uma argamassa de traço 3:1 (areia/cimento) com aditivo impermeabilizante para argamassa fresca (ex.Sika1). Você pode dar um intervalo de no mínimo 30 dias depois do contrapiso pronto e, posteriormente decidir se vai usar um outro produto impermeabilizante ou não. Caso tenha alguma dúvida, entre em contato pelo cel. (21) 99104-8982. Obrigado pelo comentário.

    • sandro

      Apenas para complementar, li sobre um sistema de injeção química forçada com polímeros… várias empresas fazem este tipo de serviço.. é eficiente?

      • Carlos Gabriel

        Olá Sandro.
        Esse sistema depende de muitos fatores para que seja eficaz. Caso você queira utilizar, deverá avaliar junto ao fornecedor do sistema. Obrigado pelo comentário.

    • sandro

      Olá bom dia…
      tenho uma laje aberta ( casa construida em terreno com declive onde o primeiro nível é uma laje no nível da rua)
      ocorre que descobri dois pontos de infiltração a parte aberta da laje. essa laje está com porcelanato e descobri também que não foi feita impermeabilização..
      existe algum produto ou técnica para resolver a infiltração que não tenha que retirar todo o porcelanato???
      obrigado

      • Carlos Gabriel

        Boa tarde, Sandro.
        Ter colocado porcelanato na laje sem ela ter sido impermeabilizada inicialmente é uma ação muito comum e que traz várias consequências prejudiciais à laje, provocando infiltrações. Não se deve colocar qualquer tipo de cerâmica em laje descoberta sem antes fazer uma impermeabilização muito bem feita. No seu caso, ou você cobre essa parte aberta com cerâmica ou retira-se a cerâmica e faz um contra piso com a argamassa convencional, aditivada com um impermeabilizante para argamassa fresca, o que é o mais correto a fazer, pois produtos para aplicar sobre o porcelanato não são eficazes e com o tempo as infiltrações vão tomar conta da laje e poderá comprometer a mesma. Caso tenha alguma dúvida entre em contato.

    • Tiago Henrique dos Santos

      para passar o impermeabilizante, tem que passar argamassa tipo contra piso com queda para alguma direção? Qual impermeabilizante recomenda para longa duração?

      • Rosemary Coutinho Rosemary Coutinho

        Olá, Tiago. Estou te passando o e-mail do Gabriel: jcgabriel32@gmail.com . Ele responde sobre impermeabilizantes neste site e conhece profundamente sobre este assunto. Entre em contato com ele. Obrigado pelo comentário.

      • Carlos Gabriel

        Boa noite, Tiago. Você não especificou em que tipo de área você quer impermeabilizar. Imagino que seja uma laje. Sendo uma laje, é bom que ela tenha um contra piso e com caimento, normalmente na direção de ralos ou saídas de água. E esse contra piso geralmente é feito com uma argamassa convencional de traço 3:1 (areia/cimento), e obedecer um prazo mínimo de cura do contra piso de 14 dias antes da impermeabilização. Posteriormente, usar um impermeabilizante acrílico definido no mercado como manta líquida, com a aplicação obedecendo as indicações do fornecedor. Obs.: O contra piso em média se faz com uma espessura de 2 cm de um lado com um caimento para o outro girando em torno de 0,5 cm. Caso tenha alguma dúvida, entre em contato conosco.

        • Tiago Henrique dos Santos

          muito obrigado e posso passa um produto para impermeabilizar laje junto e depois passa a manta liquida

          • Carlos Gabriel

            Bom dia, Tiago.
            Depois do contrapiso feito e curado com intervalo mínimo de 14 dias, o impermeabilizante acrílico que vai ser usado já é o que é denominado no mercado de “manta líquida”. O processo todo se faz com o contrapiso e o impermeabilizante (manta líquida).

    • João Vicente Barbieri

      Boa tarde Carlos Gabriel ! Pesquisando na net acabei chegando aqui, rsrsrs. Estou com problema na laje do meu banheiro/quarto, a laje tem mais de 14 anos, foi coberta com telhado de telha francesa, mas não foi impermeabilizado, após um vazamento na caixa dágua a agua que ficou em cima da laje “vazou” para o banheiro e o quarto, como estava com muitas fezes de pompos e morcegos, após resolver o vazamento da caixa dágua e após secar o teto do banheiro e do quarto ficou com manchas escuras e com cheiro insuportável, pode ser aplicado um veda laje ou outro produto para evitar que isso ocorra novamente, mesmo sendo laje de + de 14 anos, qual produto você indica e também o que devo fazer na parte interna do teto que ficou manchado. Parabéns pelo site e obrigado pelo espaço.

      • Carlos Gabriel

        Boa tarde, João.
        No seu caso, é recomendável verificar a camada de proteção da laje (emboço), pois pode estar fissurada. Caso esteja, deve-se refazer essa camada usando uma argamassa convencional com um traço 3:1 (areia-cimento) e aditivada com um impermeabilizante para argamassa fresca, tipo Sika 1, obedecendo as indicações do fabricante. Ou então, se o emboço estiver em boas condições, usar um impermeabilizante acrílico (manta líquida) ex. Recubriplast Telhados e Lajes, obedecendo as indicações do fabricante. Isso para o exterior. Na parte interna, é recomendável fazer uma limpeza bem criteriosa e posteriormente, lixar, emassar novamente com massa acrílica de boa qualidade e pintar com tinta acrílica, pois tem uma resistência maior à umidade.
        Obrigado pelo comentário.

    • Alexandre

      Bom dia , algum impermeabilizante de laje para indicação, não muito caro pois a impermeabilização é temporária , a laje está exposta no momento mas oportunamente será coberta. Grato

      • Carlos Gabriel

        Olá Alexandre. Para seu caso, já que é temporário, você pode utilizar à sua escolha. Eu sugiro o Vedapren branco ou o Igolflex branco. Siga as indicações do fabricante em relação à limpeza da superfície e à aplicação do produto, pois esses dois fatores são muito importantes para o desempenho do produto escolhido. Obrigado pelo comentário.

    • Claudio Barbosa Gomes

      BOA NOITE FOI SOLICITADO QUE PASSA SE IMPERMEABILIZANTE E DEPOIS PINTAR …. QUANTO TEMPO TENHO ESPERAR PARA PINTAR E SE POSSO APLICAR EM CIMA DO PRODUTO A TINTA

      • Rosemary Coutinho Rosemary Coutinho

        Olá Claudio. O tempo de repintura você vai encontrar no boletim técnico do impermeabilizante. Sim, a tinta pode ser aplicada sobre o impermeabilizante; desde que você use tinta de mesma base. Neste caso o impermeabilizante é de base acrílica. Obrigado pelo comentário.

    • Flavio Feronato

      Um artigo muito bem-vindo. Parabéns!

      • Rosemary Coutinho Rosemary Coutinho

        Olá, Flavio. Muito obrigado pelo comentário!

    • Cassio

      Venho por meio desta agradecer ao site O Pintor Consultoria, em especial ao consultor Sr. Carlos Gabriel, pela presteza, agilidade e educação em fornecer informações preciosas para dirimir as duvidas existentes sobre pintura de paredes externas.
      E, aproveito a oportunidade para solicitar uma confirmação se os produtos recubriplast flexivel da Sinteplast, Veda- Trinca e/ou Sela-Trinca, e proteção total da Suvinil e/ou tinta emborrachada paredes e muros da Renner são opções boas para aplicação na fachada.
      Agradeço.

      • Carlos Gabriel

        Olá Cássio.
        Obrigado por seu comentário. Sim, os produtos que estão relacionados, são indicados para fachadas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.