Usar um único método de pintura para vários tipos de peças, pode ser um tiro no pé; além de diminuir a qualidade, os custos podem aumentar significativamente.

A escolha do método de aplicação de pintura deve ser feita de acordo com a geometria da peça, e também devem ser levados em consideração os custos e o aspecto desejado.

Se você quer entender melhor sobre os critérios de escolha do método de aplicação de pintura, continue lendo este artigo.

Os métodos empregados na aplicação de tinta líquida são os seguintes:

  • Trincha
  • Rolo
  • Pistola convencional
  • Pistola com agitação mecânica
  • Pistola sem ar

A escolha do método de aplicação de tinta deve focar a obtenção de menor tempo de aplicação, menor custo e maior qualidade.
No entanto, é primordial a compatibilidade entre a tinta e o método de aplicação.

Vou te dar um exemplo de utilização errada de método de pintura: aplicar uma tinta muito viscosa com rolo ou pistola convencional.

Para conseguir aplicar uma tinta muito viscosa com rolo ou pistola convencional, o pintor vai diluir muito a tinta; vai usar uma quantidade de diluente superior ao recomendado pelo fabricante da tinta e só com essa ação errada, começam as possibilidades dos defeitos na pintura: escorrimento e baixa espessura. Com isso, a necessidade de correção vai aumentar o custo de mão de obra e o tempo, sem contar a quantidade de diluente que está sendo consumido a mais, para tentar aplicar a tinta com o método não apropriado e corrigir a qualidade. Repare que um erro vai levando a outro e é assim que o lucro da pintura vai embora.

Outro exemplo é aplicar tinta rica em zinco usando outro método que não seja a pistola com agitação mecânica.

A pistola com agitação mecânica vai manter a tinta homogênea e o zinco sempre em suspensão. Sem agitação mecânica constante a tinta aplicada vai gerar uma película que não alcança continuamente o teor mínimo de zinco necessário para a passagem de corrente elétrica que vai assegurar a proteção catódica deste tipo de tinta; com isto, a qualidade da pintura e sua função deixam de existir.

As tintas de fundo aplicadas em superfícies muito irregulares como cantos vivos, orifícios, reentrâncias, bordas e arestas; devem ser aplicadas com trincha, para que a tinta possa acompanhar quase uniformemente, as irregularidades.

É válido citar que definida a tinta, o assistente técnico do fabricante da tinta é um profissional bem preparado para ajudar na escolha do melhor método de aplicação, isto porque ele conhece todas as particularidades das tintas que fornece; no entanto a escolha final deve ser da empresa que vai aplicar a tinta; que vai levar em consideração parâmetros como prazo, custo e qualidade.

De maneira geral, o método de aplicação de tinta líquida é escolhido baseado na seguinte teoria:

1. Aplicação com trincha: deve ser utilizado para stripe coat ou recorte em cordões de solda, cantos, quinas e locais de difícil acesso;

2. Aplicação com rolo: proporciona maior rendimento produtivo quando comparado com a aplicação com trincha; porém apresenta rendimento produtivo inferior se comparado com a aplicação com pistola convencional ou sem ar;

3. Aplicação com pistola convencional: proporciona alto rendimento produtivo em grandes superfícies quando a tinta é adequada a aplicação com pistola convencional, porém este método de aplicação deve ser descartado em estruturas delgadas cuja geometria causa alta perda de tinta. Se o método é aplicado em área aberta, não deve ser usado em dias de muito vento que também vai causar muita perda de tinta;

4. Aplicação com pistola sem ar: é o método que obtém a melhor qualidade de pintura disponível para aplicação no campo. Ideal para aplicação em grandes áreas e permite que sejam aplicadas tintas com alta viscosidade, sem necessidade de diluição e possibilita a obtenção de altas espessuras com apenas uma demão. As condições de vento e estruturas delgadas também geram perda de tinta.

Seja qual for o método mais adequado de aplicação escolhido pela sua empresa, a capacitação do pessoal responsável pela aplicação de tinta deve ser feita através de amplos programas de treinamento, e devem abranger aspectos teóricos e práticos. Cada método tem suas particularidades e quanto mais manual é o método, como no caso de aplicação com trincha e rolo, a habilidade, experiência e treinamento dos pintores se torna mais importante para atingir os objetivos.

Você pode diminuir os custos com pintura industrial, evitando retrabalho e defeitos na pintura, aumentar o lucro e deixar seu cliente muito mais satisfeito, tudo isso aplicando o método de pintura ideal para cada tipo peça, clique aqui e saiba como eu posso ajudar pessoalmente através da consultoria de pintura industrial.

 

Manual Gratuito de Ferramentas e acessórios para tratar aço e ferro antes de pintar

Seu email está 100% seguro.

 

Gostou ou tem mais alguma dúvida sobre este assunto? Deixe seu comentário abaixo. Compartilhe esta dica com os amigos no Facebook!

Veja posts relacionados:

 

Pintura industrial: reduzir custos sem perder a qualidade é possível?

7 Erros que contribuíram com a queda da ciclovia no Rio de Janeiro

Pintura industrial: o que é? Como executar? Quem pode ajudar?

Pinturas anticorrosivas


Rosemary Coutinho
Rosemary Coutinho

Rosemary coutinho é fundadora do site www.opintorconsultoria.com, é uma profissional formada em Química Industrial com mais de 20 anos de experiência na área de pintura, tintas e corrosão. Fez diversos cursos de aprimoramento nesta área, inclusive o de pintura industrial fornecido pela ABRACO e é também qualificada pela Petrobras como Inspetora de Pintura Industrial. Possui profundo conhecimento na área de qualidade, certificação em ISO 9000; documentação de qualidade, data-book de obras e é auditora interna da ISO 9001.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.